Minicursos - C#

Conhecendo o Visual C#


Antes de iniciar a parte da linguagem em si, falarei muito resumidamente sobre o Visual C# 2010 Express, que é a IDE que utilizarei ao longo deste tutorial. O Visual C# 2010 Express faz parte de uma família de produtos da Microsoft chamada de Visual Studio 2010 Express Family. Ela é composta pelos seguintes produtos:

Visual Studio 2010 Express for Windows Phone
Visual Web Developer 2010 Express
Visual Basic 2010 Express
Visual C# 2010 Express
Visual C++ 2010 Express
Visual Studio 2010 Express

Bem, conforme citado anteriormente, o Visual C# 2010 Express é uma IDE de desenvolvimento e você já deve ter lido esse termo várias vezes em outros sites. Se já pesquisou o assunto poderá pular esse próximo parágrafo, mas se não, deve estar se perguntando o que essa pequena sigla tão citada no mundo da computação significa, certo? Vamos esclarecer!

O que significa IDE?

Essa sigla vem do inglês Integrated Development Environment ou Ambiente Integrado de Desenvolvimento. O nome já é bastante sugestivo e o principal papel de uma IDE é concentrar ferramentas que facilitem o desenvolvimento de uma aplicação. Escolher uma boa IDE é fundamental para o rendimento do seu trabalho. Existe outro termo também bastante difundido principalmente em engenharia de software, que é o RAD, que significa Rapid Application Development, ou "Desenvolvimento Rápido de Aplicativos". A IDE procura sempre tornar esse desenvolvimento rápido mais rápido ainda, seja com o fornecimento de blocos de códigos prontos, atalhos que completem o final de um comando parcialmente digitado ou ferramentas gráficas, que nos poupam enorme quantidade de tempo para a montagem do layout da aplicação.

Enfim, o papel da IDE é tornar o processo de programação o mais amigável e ágil possível. Abaixo segue uma imagem que contém a tela principal do Visual C# 2010 Express:

Conhecendo o Visual C#

Conforme destaquei na imagem, basicamente o layout do Visual C# se divide em 5 blocos.

O primeiro, da esquerda para a direita, chama-se Toolbox, e nele ficam armazenadas todas as ferramentas disponíveis para serem inseridas na sua aplicação. Basta clicar nelas e arrasta-las para a janela principal de desenvolvimento (destacada em azul). Ainda na janela principal você pode posicionar o objeto onde desejar e, se clicar duas vezes sobre ele terá acesso ao código em C# que permitirá manipula-lo.

Abaixo da janela principal temos o Painel de Depuração, que destaquei em vermelho na imagem acima. Nele são exibidas todas as mensagens de alerta da aplicação, bem como erros de compilação. É sempre bom ficar atento a ele.

No canto direito superior temos o Solution Explorer, que é onde todos os arquivos que fazem parte da aplicação são exibidos. Na verdade ele abriga não somente os arquivos, mas conexões a banco de dados, bibliotecas que possam estar integradas à aplicação, enfim, pense nele como o bloco que abriga tudo o que irá compor sua aplicação. Abaixo dela, no canto direito inferior, temos uma importantíssima janela, que é a de Propriedades. Nela estão disponíveis todas as opções de configuração que podem ser usadas para o elemento selecionado na janela principal. Funciona basicamente assim: se você tem, na janela principal de desenvolvimento, um Radiobutton(não se preocupe em não saber o que é isso agora) selecionado, serão exibidos, na janela de propriedades, todas as opções de configuração para esse Radiobutton. Se você selecionar um Textbox as opções serão alteradas, pois algumas opções são específicas de um Radiobutton e não devem estar disponíveis em um Textbox. Esse princípio funciona para todos os elementos que você selecionar, ou seja, as propriedades serão exibidas de acordo com o componente selecionado. É bastante simples e você se acostumará a isso nos primeiros 5 minutos de contato com o Visual C#, não se preocupe!

Caso você não tenha o Visual C# 2010 Express, poderá baixa-lo gratuitamente no endereço abaixo:

http://www.microsoft.com/visualstudio/en-us/products/2010-editions/visual-csharp-express

Para um primeiro contato com o Visual C# eu acho que essa breve descrição está razoável. Nos próximos tópicos falarei sobre assuntos relacionados somente ao C# mas, quando entrarmos na parte prática, demonstrarei com mais detalhes essa incrível IDE funcionando.


Você gostará destes vídeos: