Minicursos - Javascript

Variáveis


Absolutamente todas as linguagens de programação possuem variáveis e se você se interessa por tecnologia já deve ter ouvido falar muito delas. Mas afinal, o que são variáveis? A resposta é simples! Pense nelas como sendo cápsulas que armazenam informações de diversos tipos. Logo abaixo você vai aprender como cria-las em JavaScript, ou seja, vai aprender a reservar espaços na memória do computador para armazenar informações.

Bem, mas antes de vermos como criar variáveis, é importante dizer que elas possuem tipos, e no caso do Javascript existem três tipos básicos de dados que podem ser armazenados. São eles:

- Números: podem ser positivos ou negativos, inteiros ou reais

- Textos: qualquer sequência de caracteres, com ou sem espaço entre eles. Aliás, comece a se acostumar a chamar as sequências de caracteres de strings, pois é assim que elas são conhecidas em linguagens de programação.

- Booleanos: esses, por serem exclusividade das linguagens de programação, merecem uma atenção especial. Variáveis booleanas podem armazenar dois estados: verdadeiro ou falso. Elas são muito úteis em todas as linguagens, pois é comum precisarmos fazer verificações se algo realmente aconteceu no código ou não. Nesses casos não há nada melhor do que uma variável booleana. Vejam alguns exemplos de dados booleanos:

Uma lâmpada pode estar acesa ou apagada.

Seu computador pode estar ligado ou desligado.

Você pode estar dormindo ou acordado.

Esses são exemplos simples de valores booleanos. Em JavaScript usa-se os valores true para verdadeiro e false para falso. Se esse é o seu primeiro contato com essas variáveis, pode parecer confuso, mas logo que as utilizarmos pela primeira vez ficará muito claro, eu garanto.

Bem, mas agora que já sabemos quais são os tipos de dados que o JavaScript pode armazenar, vamos ver como cria-los. É também um processo muito simples, vejam:

var idade;

Pronto! Através da palavra reservada var eu criei uma variável chamada idade. Isso foi fácil, mas essa variável pode armazenar qual dos três tipos de dados descritos anteriormente? Qualquer um, pois isso vai depender do valor que você armazenará nela ao longo do seu código. Essa é uma característica do JavaScript. Com ela não é necessário definir o tipo de dado que a variável pode armazenar, basta inserir o dado na variável. Funciona assim:

idade = 18;

Acabamos de atribuir o valor 18 para a nossa variável idade. Isso foi feito através do sinal de atribuição ‘=’. Foi nesse momento que o JavaScript entendeu que tratava-se de uma variável numérica. Também poderíamos ter feito isso:

idade = “Contém Bits”;

Agora nossa variável não possui um número armazenado, mas a string (sequência de caracteres) “Contém Bits”. Vale lembrar que sempre que você estiver definindo uma string, deve fazê-lo utilizando aspas para delimitar seu início e fim. Mas o importante aqui é que, mesmo tendo uma variável chamada idade, ela pode armazenar qualquer valor, inclusive um booleano. Poderíamos ter feito dessa maneira:

idade = true;

Agora nossa variável possui o valor verdadeiro. E mesmo ao longo do código é possível mudar o tipo de dado que a variável armazena, basta inserir um valor diferente, por exemplo:

idade = “Daniel”;
idade = 30;

O código JavaScript é executado de cima para baixo, portanto a variável idade receberá o valor “Daniel”, do tipo string, mas logo em seguida o valor 30, do tipo inteiro.

Essa capacidade de aceitar qualquer tipo de dado e se adequar a ele é uma característica que insere o JavaScript no grupo das linguagens de programação chamadas de fracamente tipadas, assim como PHP, Phyton, Ruby, dentre outras. Isso não é possível em linguagens como C, C++, C#, Java, Cobol, etc. Para estas é preciso declarar, já no ato de criação da variável, qual é o tipo de dado que ela irá receber.

Também é importante dizer que você pode dar um valor para a variável já no momento de sua criação. Dessa forma o comando ficaria assim:

var idade = 18;

Criamos a variável idade e já inserimos o valor 18 nela. O ato de inserir um valor inicial em uma variável é chamado de inicialização. Qualquer variável, independente do seu tipo, só pode ser lida ao longo do código se tiver sido inicializada.

Por último vale ressaltar que o JavaScript diferencia maiúsculas de minúsculas, ou seja, você pode criar uma variável chamada idade e outra chamada Idade. Para o navegador serão coisas completamente diferentes, ok? Lembrem-se disso! No tópico seguinte falarei sobre constantes.



Veja Também

O que acontece com o cérebro no exato momento em que morremos

O que passa em nossa cabeça no momento da morte? Não se sabe exatamente e, embora os cientistas tenham alguma resposta, a resposta continua sendo um grande mistério. Além de difícil solução, tentar respondê-la pode criar implicações éticas. No entanto, uma equipe de cientistas da Universidade...

Ler Notícia Completa
Você gostará destes vídeos: