Minicursos - Programação Orientada a Objetos

Herança


O conceito de herança é um dos mais importantes da programação orientada a objetos. Ele permite que se estenda as classes, gerando herdeiras, que são chamadas de classes-filha ou subclasses.

Vejam a ilustração abaixo, onde temos uma classe chamada Pessoa, uma Aluno e uma Professor.

As classes Aluno e Professor são herdeiras de Pessoa, portanto, nesta ilustração a classe Pessoa é chamada de Superclasse ou classe-pai. As classes Aluno e Professor são chamadas de Subclasses ou classes-filha. Notem que todo aluno e professor também são pessoas, mas nem todas as pessoas são alunos ou professores. Neste exemplo, as classes "Aluno" e "Professor", por serem herdeiras de "Pessoa", também terão "nome", "idade", "e-mail" e "sexo", que são os atributos da superclasse, mas além disso terão outros atributos específicos deles. É exatamente para que não tenhamos que inserir esses atributos comuns em todas as classes, o que geraria repetição de código, que existe a herança. Com ela podemos definir as classes Pessoa e Professor como herdeiras da classe Pessoa, ou seja, como subclasses da superclasse Pessoa. O triângulo ligando a classe Pessoa às outras duas indicam exatamente isso.

Aplicando o modelo da ilustração acima, Aluno será herdeiro de Pessoa, portanto terá nome, idade, e-mail e sexo, mas também terá nro_matricula e curso como atributos. Já Professor terá nome, idade, e-mail e sexo, mas também disciplina e salario. A mesma lógica vale para os métodos.Tanto Professor quanto Aluno terão o método exibeDados, mas Aluno também terá atualizaCurso e apagaMatricula. Já Professor terá o método exibeDados, mas também terá o cadastraAluno.

Vejam que com a herança é possível tornar tudo bastante organizado e com uma enorme reutilização de código das classes, ou seja, o processo de programação fica mais ágil. Vejamos como seria isso na prática. Vamos criar a classe "Pessoa" utilizando o C#.

Herança - Programação Orientada a Objetos (POO)

Agora criarei a classe "Aluno", fazendo-a herdar as características da classe "Pessoa":

Herança - Programação Orientada a Objetos (POO)

Vamos ver na prática isso funcionando. Vou tentar acessar o método exibeDados, presente na classe "Pessoa", mas a partir de um objeto do tipo "Aluno".

Herança - Programação Orientada a Objetos (POO)

Aí está o método exibeDados disponível para uso! Ou seja, de fato a classe "Aluno" herdou as características da classe "Pessoa", já que pode usar os métodos disponíveis apenas nela. Percebam que eu posso manipular todos os atributos da classe "Pessoa" a partir da classe "Aluno". Isso, através da herança, foi possível sem a necessidade de repetir tais argumentos no código. Conforme citei no início deste tópico, é o reaproveitamento de código voltado para as classes. Simples, mas muito útil!



Algumas notícias

As memórias DDR5 estão chegando e trarão muitas melhorias

A próxima geração de memórias RAM já possui especificações definidas e promete grande melhoria em relação às atuais DDR4. E o mais importante: mesmo com desempenho bastante superior, elas consumirão menos energia. A tensão de trabalho das memórias DDR5 será de apenas 1.1V contra os 1.2V das atu...

Ler Notícia Completa

Google Chrome consumirá menos memória RAM em breve

O navegador da gigante de buscas da Internet é, sem dúvida, um dos melhores disponíveis, mas é inegável que o consumo de memória RAM por parte dele é exagerado. Este problema já se estende por anos, mas parece que em breve ele terá uma solução. Um novo recurso do Windows 10, chamado SegmentHeap...

Ler Notícia Completa

Sites e vídeos sem propagandas? Sim, é possível através da exploração de uma falha!

Seguramente você já se deparou com sites que bloqueiam o conteúdo da página e te obrigam a assinar determinado serviço para ler o conteúdo, certo? Ou foi tentar assistir aquele vídeo e as propagandas em tela cheia não pararam de surgir. Bem, todos já nos deparamos com isso, no entanto, um bug de...

Ler Notícia Completa

Inteligência Artificial cria antibiótico super potente

Pesquisadores do MIT (EUA) identificaram um novo e poderoso composto antibiótico usando um algoritmo de aprendizado de máquina, uma técnica de inteligência artificial. Em testes de laboratório, a droga matou algumas das bactérias causadoras de doenças mais problemáticas do mundo, incluindo algu...

Ler Notícia Completa
Você gostará destes vídeos!