Leia também!

Bisbilhotar a vida dos outros no Facebook faz mal

Passar bastante tempo usando redes sociais é bom ou ruim? Esta é uma pergunta que vários especialistas já fizeram, e o Facebook, que é parte interessada no assunto, resolveu consultar a comunidade acadêmica norte-americana para responder a esse questionamento. De modo geral, a conclusão dos vári...

Ler Notícia Completa

Conheça a terapia que previne o HIV, que começará a ser oferecida no Brasil gratuitamente

A partir deste mês, o governo brasileiro irá disponibilizar no Sistema Único de Saúde (SUS) a terapia PrEP, que, por meio de um comprimido por dia, previne a infecção pelo HIV. O remédio, que tem efeitos colaterais, será reservado para casos específicos dentro de grupos de vulnerabilidade, como...

Ler Notícia Completa

EUA aprovam 'droga viva', 1ª terapia contra câncer que reestrutura sistema imunológico do paciente

Os Estados Unidos aprovaram o primeiro tratamento que reestrutura o sistema imunológico do paciente para atacar o câncer. A agência reguladora de medicamentos do país - a FDA - diz que a decisão foi um momento "histórico" e que a medicina agora "entra em uma nova fronteira". A companhia Novar...

Ler Notícia Completa

Bill Gates sugere taxar robôs para frear o impacto social

Bill Gates está preocupado com o avanço acelerado da robótica e sugeriu em entrevista que o uso de robôs deveria ser taxado pelo governo, como se faz com trabalhadores humanos.

Segundo a recomendação do bilionário, a arrecadação gerada deveria ser utilizada para treinamento e remanejamento da força de trabalho humana substituída pelas máquinas.

“Nesse momento, o trabalhador humano que gera, digamos, o equivalente a US$50.000 em trabalho na fábrica, esse custo é taxado… se um robô vem para fazer a mesma coisa, você pensaria que nós deveríamos taxar o robô da mesma forma”, argumentou Gates. Ele também acredita que esse tipo de taxação iria frear o impacto social do uso de robôs, “reduzindo a velocidade da sua adoção de alguma forma”.

No campo da robótica, o bilionário não acredita que devam ser aplicadas as leis de livre mercado e que não se deve esperar uma auto-regulamentação do setor. Ele defende que a velocidade das mudanças é muito maior do que o mercado é capaz de absorver sem a intervenção dos governos. Gates também aponta que os segmentos mais prováveis de assimilarem a mão-de-obra deslocada estejam nas mãos do setor público: saúde e educação, onde o fator humano ainda é fundamental.

Bill Gates também sustenta que a taxação pode ser um caminho para conquistar a confiança do público, que, no momento, teme o avanço acelerado das novas tecnologias. “É realmente muito ruim se as pessoas de uma forma geral tem mais medo do que a inovação irá fazer do que entusiasmo… e, você sabe, taxação é certamente o melhor caminho para lidar com isso do que simplesmente banindo alguns elementos dela”, explicou o filantropo.


Compartilhe essa notícia
Você gostará destes vídeos:

Bill Gates sugere taxar robôs para frear o impacto social

Bill Gates está preocupado com o avanço acelerado da robótica e sugeriu em entrevista que o uso de robôs deveria ser taxado pelo governo, como se faz com trabalhadores humanos. Segundo a recomendação do bilionário, a arrecada...[clique e leia na íntegra]