Leia também!

Conheça a terapia que previne o HIV, que começará a ser oferecida no Brasil gratuitamente

A partir deste mês, o governo brasileiro irá disponibilizar no Sistema Único de Saúde (SUS) a terapia PrEP, que, por meio de um comprimido por dia, previne a infecção pelo HIV. O remédio, que tem efeitos colaterais, será reservado para casos específicos dentro de grupos de vulnerabilidade, como...

Ler Notícia Completa

EUA aprovam 'droga viva', 1ª terapia contra câncer que reestrutura sistema imunológico do paciente

Os Estados Unidos aprovaram o primeiro tratamento que reestrutura o sistema imunológico do paciente para atacar o câncer. A agência reguladora de medicamentos do país - a FDA - diz que a decisão foi um momento "histórico" e que a medicina agora "entra em uma nova fronteira". A companhia Novar...

Ler Notícia Completa

Brecha no navegador Tor exibia os IPs reais dos usuários

O Tor é um navegador criado para navegação anônima, protegendo o usuário de ser identificado tanto para fins nobres (denúncias contra governos autoritários, por exemplo) quanto para fins criminosos (tráfico de drogas e pedofilia, por exemplo). Então, é compreensível que a comunidade tome um susto...

Ler Notícia Completa

Facebook pede para usuários determinarem quais sites de notícias são confiáveis

Recentemente, o Facebook anunciou uma mudança radical no feed, que vai priorizar conteúdo que gere interação em vez de notícias. Agora a empresa revelou que também vai mexer em quais tipos de notícias aparecem no seu feed, valorizando as páginas que são consideradas mais confiáveis para combater a disseminação do “fake news”.

Segundo Mark Zuckerberg, atualmente, 5% do feed de notícias é composto por... notícias. A ideia é reduzir esse número para 4%, o que, para a escala do Facebook, é uma mudança de proporções astronômicas. A ideia da empresa é tornar esses 4% o mais confiáveis possíveis.

Lidar com o termo “confiável” é bastante complicado, especialmente numa época de tanta divisão política no mundo. É realmente difícil estabelecer uma verdade objetiva, e publicações enviesadas não necessariamente publicam mentiras, apenas diferentes pontos de vista de um mesmo fato. Por isso, o Facebook diz não ser capaz de tomar essa decisão sozinho, já que qualquer decisão da empresa sobre o que é confiável ou não pareceria arbitrária.

Assim, a empresa optou por usar a sua comunidade para definir o que é confiável ou não. Isso será feito por meio de questionários que o usuário receberá, perguntando se ele é conhece uma página noticiosa e, se conhecer, se a reconhece como fonte confiável de informação. “A ideia é que algumas organizações são confiáveis apenas para seus leitores e espectadores, enquanto outras são amplamente respeitadas pela sociedade, mesmo por quem não as segue”, diz Zuckerberg.

Segundo o executivo, esse projeto não mudará a quantidade de notícias exibidas no feed, mas tende a melhorar a qualidade do conteúdo que chega aos usuários.

A mudança começa a ser testada nos Estados Unidos a partir de agora, com planos para expansão internacional em breve.


Compartilhe essa notícia
Você gostará destes vídeos:

Facebook pede para usuários determinarem quais sites de notícias são confiáveis

Recentemente, o Facebook anunciou uma mudança radical no feed, que vai priorizar conteúdo que gere interação em vez de notícias. Agora a empresa revelou que também vai mexer em quais tipos de notícias aparecem no seu feed, valor...[clique e leia na íntegra]