Leia também!

Polícia chinesa já faz uso de óculos com reconhecimento facial

A polícia chinesa encontrou uma nova forma vigiar ainda mais os cidadãos. Conforme relata o The Wall Street Journal, os policiais locais estão usando óculos equipados com câmeras de reconhecimento facial para detectar criminosos que estejam tentando fugir principalmente pelas estações de trem. A...

Ler Notícia Completa

Médicos dizem estar perto de chegar a exame de sangue para todos os tipos de câncer

Cientistas dizem que estão mais perto de criar um exame de sangue universal, capaz de identificar todos os tipos de câncer. Estudo conduzido com 1.005 pacientes por uma equipe da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, testou um método que detecta oito tipos de proteínas e 16 mutações ge...

Ler Notícia Completa

Facebook pede para usuários determinarem quais sites de notícias são confiáveis

Recentemente, o Facebook anunciou uma mudança radical no feed, que vai priorizar conteúdo que gere interação em vez de notícias. Agora a empresa revelou que também vai mexer em quais tipos de notícias aparecem no seu feed, valorizando as páginas que são consideradas mais confiáveis para combater...

Ler Notícia Completa

Formato JPEG está com os dias contados

Há quantos anos você ouve falar em arquivos JPG? O formato já era utilizado nos primórdios da web comercial nos anos 1990, vivendo há mais de 20 anos como o principal método de compressão de imagens do público. No que depender de Google, Mozilla e outras empresas, isso pode mudar dentro de algum tempo.

 

Como aponta o site CNET, as duas empresas lideram um novo projeto dentro da Alliance for Open Media (AOMedia), uma coalisão de gigantes da tecnologia em prol da de novos formatos de compressão de imagens, principalmente vídeo. O grupo desenvolve a tecnologia AV1, para vídeo, que está em fase de adaptação para também melhorar as fotos.

 

O grupo não é o único a tentar substituir o JPG. A Apple também revelou no ano passado o seu próprio formato chamado de HEIC, que já foi implementado com o iOS 11, que permite fotos duas vezes mais leves que o JPG sem perda de qualidade. No entanto, a ideia da AOMedia parece um pouco mais promissora. Tim Terriberry, engenheiro da Mozilla, no entanto, diz que o projeto da AOMedia, que ainda não tem um nome, consegue imagens 15% mais leves do que o HEIC sem perda de qualidade.

 

O JPG é extremamente popular na web, mas está ultrapassado. Ele cria arquivos desnecessariamente grandes, como é possível ver com os resultados obtidos com o AV1 e o HEIC, além de fracassar quando o assunto é qualidade. Ele falha ao lidar com níveis de brilho distintos, tons escuros, um espectro amplo de cores e elementos gráficos como textos e logos.


Compartilhe essa notícia
Você gostará destes vídeos:

Formato JPEG está com os dias contados

Há quantos anos você ouve falar em arquivos JPG? O formato já era utilizado nos primórdios da web comercial nos anos 1990, vivendo há mais de 20 anos como o principal método de compressão de imagens do público. No que depen...[clique e leia na íntegra]