Minicursos - Programação Orientada a Objetos

Interfaces


Interfaces se assemelham a classes abstratas. Se você entendeu bem o tópico sobre elas, não terá problemas aqui.

Vamos imaginar a seguinte situação: você está desenvolvendo uma aplicação para uma empresa que fabrica aparelhos eletrônicos diversos, como televisores, DVD Players, Tablets, Computadores e aparelhos de som.

É previsível que, como programador e diante dessa situação, você já comece a imaginar seu código contendo as classes "Televisor", "DVDPlayer", "Tablet", "Computador" e "AparelhoSom" e, em cada uma delas você fará planos para colocar as particularidades de cada um. Isso seria o que a maioria dos programadores pensaria e não está errado fazê-lo.

No entanto, algumas funções são comuns a todos os aparelhos citados, como, por exemplo, ligar e desligar e, se todos os aparelhos farão essas duas funções, é importante que não esqueçamos de cria-las em todas as classes e também seria interessante padroniza-las. Bem, é aí que entra a Interface. Seu papel é obrigar que todas as classes que “herdem” (esse não é o termo mais adequado para Interfaces, mas por enquanto deixemos assim) a Interface tenham que implementa-las.

Até aqui estamos diante das mesmas condições de uma classe abstrata, mas as diferenças começam a surgir agora. Uma classe abstrata pode conter métodos não abstratos, portanto com suas implementações feitas, enquanto em uma Interface isso não é possível. As Interfaces somente possuem assinaturas de métodos. Nelas os construtores também não são permitidos e, como ela não pode ser instanciada, eles também não são necessários. Vamos a um exemplo com códigos, para que tudo fique mais claro:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

Vejam que, diferentemente de uma classe abstrata com métodos não abstratos, as Interfaces não aceitam corpo nos métodos:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

Agora criarei uma classe chamada "DVDPlayer", que herdará essa simples Interface, vejam:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

Agora vejam a questão da obrigatoriedade da implementação dos métodos. Vou tentar compilar essa aplicação e executa-la, mesmo sem ter criado, na classe "DVDPlayer", os métodos liga() e desliga(). Vejamos o que acontece:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

O compilador identifica que os métodos não foram criados e exibe a mensagem de erro. Bem, até aí não vemos diferenças em relação a uma classe abstrata, mas agora já darei um exemplo de algo que diferencia uma Interface. Em C#, assim como em algumas outras linguagens, não é possível fazer herança múltipla, ou seja, herdar mais de uma classe. No entanto é possível herdar de várias Interfaces e isso pode, na maior parte dos casos, solucionar qualquer necessidade de herança múltipla que você tenha. Vou criar uma Interface qualquer, chamada de ITeste e criar nela um método Teste(), conforme a figura abaixo.

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

Agora farei a herança múltipla dessa Interface, na classe "DVDPlayer", vejam:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

E vejam como tudo funciona perfeitamente. Vou tentar compilar a aplicação agora:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

Percebam que não foi possível, pois o compilador identificou que o método Teste(), presente na Interface ITeste não foi criado, ou seja, a herança múltipla funcionou corretamente. Outro ponto importante a se destacar sobre as Interfaces é que elas não aceitam nenhum tipo de modificador de acesso, ao contrário das classes abstratas. Vejam o que acontece quando tentamos utilizar algum:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

Para utilizarmos métodos da classe que herdou de uma Interface basta realizarmos o procedimento comum de instanciação, conforme o exemplo abaixo:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

Basicamente o que diferencia uma classe abstrata de uma Interface é que nas classes abstratas você pode fazer uso dos modificadores de acesso e nelas nem todos os métodos precisam ser abstratos, ou seja, você pode ter métodos que não precisam ser implementados nas subclasses, pois já possuem seu corpo na própria superclasse.

A Interface cria um “contrato” entre as partes envolvidas, ou seja, você obrigatoriamente terá de implementar as assinaturas de todos métodos contidos nela, mas a forma como o fará é por sua conta. Como fica fácil perceber, as Interfaces surgiram para promover a padronização de métodos.

E conforme citei no início deste tópico, não é comum usar o termo “herdar de uma Interface” ou “herdar uma interface”, como eu utilizei por várias vezes. Só o fiz para não quebrar o raciocínio que escolhi para explicar esse importante assunto e não ter que descrever, ainda no início, o que, de fato, fazia a Interface, pois isso poderia confundir mais do que ajudar. O comum é utilizar o termo “assinar uma Interface”, ou ainda “implementar uma Interface”.

Apenas para encerrar, é importante saber que é possível herdar de uma classe abstrata e de interfaces simultaneamente. A única restrição é que, após o sinal de dois pontos (:), que determina o início das entidades que serão herdadas, a classe deve ser citada antes das Interfaces, conforme a figura abaixo:

Interfaces - Programação Orientada a Objetos - POO

É isso!



Notícias - Games

Atari VCS é finalmente lançado e surpreende

O Atari VCS foi lançado recentemente e trouxe suporte a praticamente todos os serviços de streaming de jogos já disponíveis. A única exceção foi por conta do Playstation Now, cujo suporte nativo não é oferecido, mas ele pode ser acessado através do modo PC do VCS, já que o console possui Googl...

Ler Notícia Completa

Conheça o Playstation 2 portátil criado por um brasileiro

Claudio Adriano decidiu criar uma versão portátil do console Playstation 2, da Sony. Inspirado no Nintendo Switch, o console ficou pronto depois de 2 anos de trabalho e algumas interessantes adaptações. Partindo de uma placa-mãe de um PS2 Slim, Claudio fez os encaixes necessários para que a pla...

Ler Notícia Completa

PS5 com SSDs não originais apresentam ótimo resultado

A última atualização do PS5 permite que se faça a expansão do armazenamento do console. Embora o aparelho exija características específicas para os dispositivos de expansão, como taxa de leitura de 5Gb/s, ele funciona surpreendentemente bem com SSDs de velocidades inferi...

Ler Notícia Completa

Capcom Pro Tour sofre o cancelamento de algumas etapas por conta do coronavírus

Em um comunicado ao público via redes sociais, a Capcom revelou que algumas etapas do Capcom Pro Tour foram removidas do calendário como precaução contra o surto de coronavírus pelo mundo...

Ler Notícia Completa

Conheça o Stadia: a incrível plataforma de streaming de games do Google

O Google deu o pontapé inicial para o que espera ser o futuro dos videogames: consoles e hardware em geral ficam em segundo plano, e os games rodam em qualquer dispositivo via streaming. A plataforma Stadia promete levar jogos para notebooks, TVs, celulares e muito mais. O projeto do Google se...

Ler Notícia Completa

Anúncios pornográficos eram exibidos em jogos infantis da Google Play Store devido a um bug

Um app malicioso foi responsável por fazer com que cerca de 60 jogos publicados na Google Play Store veiculassem anúncios pornográficos. Entre os aplicativos estão games infantis e títulos baixados mais um milhão de vezes na loja online da Google. O problema foi flagrado pela empresa de seguran...

Ler Notícia Completa

Sim, jogadores profissionais de games podem ter carteira assinada.

Com a profissionalização dos jogadores de games, quem escolhe viver da habilidade no mouse, teclado ou joystick tem direito a carteira assinada e aos benefícios de atletas e de outros profissionais? Sim. É o que pensam advogados especializados em direito desportivo que estavam na Campus Party 20...

Ler Notícia Completa

Segunda temporada de Castlevania chegará no segundo semestre

Para quem ficou na vontade após apenas 4 episódios, a segunda temporada da série animada de "Castlevania" deve ser lançada no meio de 2018 na Netflix. A informação foi divulgada pelo roteirista da série, Warren Ellis, por meio de sua conta oficial no Twitter. O escritor também confirmou que esta...

Ler Notícia Completa

Comercial do KitKat que imitava o jogo Breakout gera processo da Atari contra a Nestlé

A Atari está processando a Nestlé por ter “copiado” seu famoso jogo dos anos 1970 Breakout em um anúncio para TV do chocolate KitKat. O vídeo em questão mostrava uma série de atores jogando videogame em um sofá que, de repente, entram em um “game real” no qual barras de KitKat fazem as vezes dos...

Ler Notícia Completa
Ajude o Contém Bits com um cafezinho!

Se você gostou do artigo, se ele lhe foi útil de alguma maneira e você quiser ajudar o Contém Bits, saiba que é simples, fácil e rápido. Basta clicar na imagem do PayPal (ou no cafezinho) e seguir as instruções, em ambiente seguro e com o respaldo do Paypal. Eu agradeço muito! :)


Você gostará destes vídeos!