Quando manipulamos dados, seja para operações matemáticas, processos de concatenação ou simplesmente a leitura para armazenamento em variáveis, os destinos e origens devem ser compatíveis, ou seja, não podemos pegar o caractere “g” e armazená-lo em uma variável do tipo inteiro, que espera por um número. Essa é uma característica das linguagens chamadas de fortemente tipadas, ou seja, os tipos de dados devem ser respeitados rigorosamente. C# é uma dessas linguagens. Apenas por curiosidade, o contrário disso são as linguagens fracamente tipadas ou dinamicamente tipadas, que permitem que o tipo de dado armazenado em uma variável seja alterado sem qualquer conversão, ou seja, a variável aceita qualquer tipo de informação que se tentar armazenar nela. JavaScript e PHP são bons exemplos dessas linguagens.

Bem, mas retornando ao que nos interessa, Casts são conversões para que variáveis possam armazenar dados que, a princípio não poderiam ser aceitos por elas. Já vou exibir um exemplo, pois Casts são bastante simples, vejam esse código, que coloca um dado do tipo float em uma variável int:

Casts

Agora vejam a execução desse código no Console:

Casts

Percebam que o valor que eu adicionei propositalmente na variável i foi totalmente substituído pelo valor da variável f, mas a parte armazenada após a vírgula na variável do tipo float foi perdida. Isso acontece porque uma variável int não pode armazenar casas decimais, então no momento do Cast elas são desprezadas.

Convert

Neste exemplo fiz uma conversão de números do tipo float para números do tipo inteiro, mas poderíamos fazer de número para String. Para isso utilizamos uma sintaxe um pouco diferente, veja:

Casts

Percebam que trata-se de uma sintaxe muito intuitiva. Quando digitamos Convert.ToString estamos praticamente ditando o comando ao programa. A saída desse código é:

Casts

Neste exemplo, ao contrário do primeiro, não existe perda de informação, pois convertemos um dado para uma String, e esta pode armazenar qualquer informação em formato de texto.

A classe Convert, utilizada aqui para a conversão, é talvez o método mais completo e eficiente meio para realizar Casts. Ao digitar Convert seguido do ponto no Visual Studio, o IntelliSense já nos mostra todas as conversões possíveis, veja:

Casts

Parse

Por ser tão completa e intuitiva assim, a classe Convert é a forma mais utilizada de Cast, mas também existe outra, que é o método Parse. Imaginem que precisássemos pegar uma String e convertê-la para um número. Utilizando o método Parse, teríamos:

Casts

Existem algumas diferenças técnicas entre os três métodos citados, mas elas não são relevantes agora. Só por curiosidade, o Parse é o mais rápido deles, mas se você está tendo seu primeiro contato com os Casts agora, aconselho-o a usar o Convert, mais comum e completo, até porque essa diferença de velocidade não é significativa para 99% das aplicações.

O importante é saber que os dados podem sofrer conversões e que, em alguns casos alguns, trechos podem se perder. Fiquem sempre atentos a isso!


HARDWARE

Entendendo o seu computador

O que há dentro do meu computador?

Existem alguns componentes fundamentais presentes dentro do seu computador e é muito importante que você conheça um pouco sobre eles, seja para argumentar com algum vendedor durante a compra de um novo PC ou para identificar alguma atitude desleal de algum técnico que esteja te passando um orçamento para reparo. Na seção Raio-X aqui do Contém Bits você pode conhecer e entender mais detalhadamente sobre cada componente, ou também pode clicar abaixo no componente que deseja, para conhecê-lo melhor.

  • Gabinetes

  • Placas-Mãe

  • Processadores

  • Memória

  • Fontes

  • Drives Ópticos

  • Discos Rígidos

  • SSD

  • Placas de Som

  • Placas de Vídeo

Você Sabia?

O épico jogo River Raid, do Atari, foi desenhado e boa parte de sua programação foi feita por uma mulher: Carol Shaw, uma excelente programadora e funcionária da Activision em 1982. Saiba mais sobre a história deste incrível jogo, aqui.


Até a primeira metade dos anos 90 era bastante comum que as trilhas sonoras dos games fossem criadas por mulheres e a responsável pelas músicas do clássico Street Fighter 2 foi Yoko Shimomura. Segundo ela, o ritmo "Tararirarin" da música tema do personagem Blanka, do Brasil, veio à sua cabeça enquanto ela estava no trem a caminho da Capcom.


O título Space Invaders, lançado em 1980, fez tanto sucesso em todo o mundo que as pessoas compravam o console Atari apenas para poderem jogá-lo em casa. Saiba mais sobre este incrível título clicando aqui.


Desde o seu lançamento, em 1985, o fantástico jogo Tetris vende pelo menos 70 milhões de unidades por ano em todo o mundo! Os dados são oficiais e fornecidos pela THQ, uma das distribuidoras do título.


Criar um jogo é muito mais complexo do que parece. São milhares, às vezes, milhões de linhas de código. Isso não é exagero! Apenas o jogo Ultima Online possui 6.006.313 linhas de programação, totalizando 25.103.295 palavras


O console Nintendo Entertainment System (NES), da Nintendo, detém o recorde de videogame mais clonado em todo o mundo. Já foram catalogados mais de 300 aparelhos diferentes capazes de reproduzir seus jogos! Saiba mais sobre ele aqui.


O jogo Final Fantasy X para o Sony Playstation 2 vendeu, apenas no dia do seu lançamento, 1.455.732 cópias, estabelecendo um recorde de vendagem para as primeiras 24 horas de um game. Méritos da SquareSoft, que desenvolveu um excelente produto!


O ábaco é o dispositivo de cálculo mais antigo construído e conhecido pelo homem. Suas formas mais primitivas datam de 400 a.C. e eles foram encontrados na China e na Babilônia. Para saber mais sobre a história dos computadores, clique aqui.